Notícias Gerais

  • Como é medido o grau de um tumor da próstata?

    Como é medido o grau de um tumor da próstata?
    É sabido que os tumores agem de forma diferente em cada organismo. A regra vale também para o caso da próstata. Mas e como é possível identificar o grau de agressividade de um tumor para, a partir daí, combater a doença?

    A chamada escala ou escore de Gleason é o nome da classificação que, complementando o diagnóstico pelo toque retal, atua como um dos principais aliados do especialista para determinar o tratamento mais adequado ao paciente. E ela é obtida a partir da análise dos tecidos da próstata, a partir de complexo exame de biópsia realizado pelo anatomopatologista.

    O importante para o paciente é saber que, quanto mais baixo for o seu escore ou escala de Gleason, mais chances ele tem de ser beneficiado pelos recentes avanços da medicina. E, neste campo, existem boas notícias, de acordo com o especialista Marcelo Bendhack, presidente da Associação Latino-Americana de Uro-Oncologia.

    Dr. Marcelo explica que a medicina avançou rápido nos últimos anos e hoje permite curar o câncer da próstata em seus estágios iniciais, sem que o paciente precise ser submetido a procedimentos radicais, como a radioterapia e a cirurgia.

    Ganha destaque, entre as inovações da medicina, o Ultrassom de Alta Frequência, também conhecido por HIFU Sonablate. O Dr. Marcelo Bendhack é o introdutor da tecnologia no Brasil, em 2011, em dois serviços onde recebe pacientes de todo o país (em São Paulo e em Curitiba). E, em sua opinião, a terapia pode ser considerada importante avanço, na medida em que permite ao homem ser tratado rapidamente e de forma precisa.

    Os efeitos colaterais são mínimos se comparados com os tratamentos convencionais. E isto significa resgatar plenamente a qualidade de vida, devolver ao homem os seus melhores momentos. Prepará-lo para retomar as suas atividades, viver o futuro na convivência de quem mais ama, no entender do Dr. Marcelo Bendhack.