Notícias Gerais

  • Boa notícia! Mortes por câncer nos Estados Unidos caem 27% ao longo de 25 anos

    Boa notícia! Mortes por câncer nos Estados Unidos caem 27% ao longo de 25 anos

    De acordo com especialistas, essa queda da mortalidade entre os norte-americanos está associada à redução do tabagismo e aos avanços no diagnóstico e na prevenção de diversos tipos de cânceres. Tendência semelhante que acontece em alguns países europeus.

    Mas e no Brasil? Infelizmente, a situação é inversa e não há muito para comemorar. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), os índices de mortalidade por câncer aumentam desde 1979, quando o instituto passou a registrar os dados de forma sistemática. Um dos motivos é justamente a dificuldade na detecção precoce dos tumores.

    Tratando-se somente do câncer de próstata, nos EUA a mortalidade caiu 51% entre 1993 e 2016. No Brasil, o panorama é bem diferente. Segundo o Inca, em 2018, devem ter sido registrados 68.220 novos casos, índice 31,7% maior que os de 2017.

    Fundamental para essa evolução é que os programas de detecção precoce sejam bem mais divulgados. “Parece um papel simples, mas conscientizar homens a fazer exames de rotina não é tarefa fácil”, diz o urologista Marcelo Bendhack, Presidente da Sociedade Latino-Americana de Uro-oncologista (UROLA).

    Em relação ao câncer da próstata recém-diagnosticado, há equipamentos para terapia focal HIFU (Ultrassonografia de alta frequência e intensidade) em hospitais paulistanos, que pode ser uma boa opção aos pacientes com diagnóstico de doença localizada, primária (recém-diagnosticado) ou recidivada (especialmente após radioterapia).

    Para saber mais, acesse:
    https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,mortes-por-cancer-nos-estados-unidos-caem-27-ao-longo-de-25-anos,70002672327

    https://www.inca.gov.br/numeros-de-cancer